Namorada de infância lembra proposta de casamento do papa

Namorada de infância lembra proposta de casamento do papa

"Se não me casar com você, vou virar padre", teria dito Bergoglio.

Jorge Mario Bergoglio, hoje papa Francisco, poderia ter subido ao altar não como sacerdote, mas como noivo, se seu namoro de infância com Amalia, uma vizinha do bairro de Flores, em Buenos Aires, tivesse prosperado e se sua proposta de casamento não tivesse sido frustrada, como lembrou nesta quinta-feira a ex-pretendente à imprensa local.

"Se não me casar com você, vou virar padre", disse um dia Bergoglio a Amalia quando tinham apenas 12 anos, segundo a própria.

O "romance" não prosperou devido à oposição dos pais dela, explicou uma emocionada Amalia, que ainda lamenta que Bergoglio não tenha oficiado a cerimônia de seu casamento com seu atual marido na paróquia do bairro.

O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, jesuíta e arcebispo de Buenos Aires, se tornou ontem o pontífice número 266 da Igreja Católica, sucedendo o agora papa emérito Bento XVI, que fez efetiva sua renúncia no dia 28 de fevereiro.

Fonte: Terra