Naufrágio na Nigéria deixa 42 mortos; cem pessoas estão desaparecidas

O problema com a embarcação, que estava sobrecarregada, ocorreu no rio Niger, próximo ao vilarejo de Malilli.

O naufrágio de um barco na noite desta sexta-feira (27) deixou pelo menos 42 vítimas fatais na Nigéria. O problema com a embarcação, que estava sobrecarregada, ocorreu no rio Niger, próximo ao vilarejo de Malilli. As informações só foram confirmadas neste sábado (28) por autoridades do Estado de Niger. Segundo eles, há cem pessoas desaparecidas.

Malan Ibrahim Hussaini, diretor de relações públicas da agência de gerenciamento do Estado de Niger, confirmou o naufrágio e o número de vítimas à NAN (agência de notícias da Nigéria). De acordo com Hussaini, o naufrágio ocorreu por volta de 14h de sexta-feira (horário local), quando mercadores estavam saindo do vilarejo de Malili com sentido ao vilarejo de Tunga Illo.

Alhaji Saidu Ndako, secretário do Estado de Niger, acredita que a causa do naufrágio seja a superlotação da embarcação. "A capacidade do barco era para 60 tripulantes, mas havia mais de 150", disse a autoridade à agência de notícias africana. Mesmo assim, Ndako não descarta que os dejetos do rio também possam ter causado o acidente com o barco.

De acordo com Hussaini, trabalhadores de Malili recolheram 42 corpos na região do acidente e que os esforços de busca seriam intensificados. "No momento, estamos fazendo buscas para resgatar possíveis sobreviventes", disse Hussaini.

Os corpos encontrados serão enterrados coletivamente perto da margem do rio Niger. Segundo Hussaini, as aldeias vizinhas já foram notificadas para avisarem às autoridades caso achem corpos flutuando.

Fonte: UOL