Noiva rouba patrão para pagar casamento e o convida para festa

Segundo Sutton, o crime de Lane arruinou seus negócios e fez duas pessoas perderem o emprego.

Uma noiva promoveu uma grande festa de casamento com dinheiro roubado de seu patrão, na Inglaterra. No entanto, o crime começou a ser revelado quando a própria vítima do roubo foi convidada para a festa, segundo o jornal britânico "Daily Mail".

Kirsty Lane, de 29 anos, promoveu um casamento luxuoso, que incluiu duas bandas musicais, "open bar", máscaras com penas para todos os convidados e queima de fogos de artifício. Ela também comprou vestidos para as madrinhas e um estojo com pedras preciosas incrustadas para seu iPhone no valor de 1.500 libras (cerca de R$ 3.800).

O antigo empregador de Lane, Peter Sutton, estava entre os convidados e desconfiou de tanto luxo. Quando Sutton e alguns colegas foram ao casamento se assustaram com uma cerimônia extremamente "elaborada". "Ela estava sempre alegando pobreza", disse.

Dias após o casamento, enquanto Lane usufruia uma curta lua-de-mel, Sutton disse que um problema de rotina com uma conta despertou o alerta para as diferenças nas finanças da empresa. Foi então que ele decidiu ver as contas da empresa com mais cuidado.

Sutton descobriu que Lane estava usando as faturas para depositar os pagamentos em sua conta bancária por mais de dois anos. Lane roubou 168 mil libras (cerca de R$ 433 mil) da empresa, localizada em Leyland, em Lanchashire, onde trabalhou por quatro anos. Ela era responsável pela contabilidade da empresa em um emprego de meio-período.

Segundo Sutton, o crime de Lane arruinou seus negócios e fez duas pessoas perderem o emprego.

Sutton levou dois meses para descobrir a extensão do crime. Lane foi presa em sua casa, em Adlington, enquanto se preparava para uma lua-de-mel maior no México. Ela se declarou culpada por dez acusações de fraude e ainda é acusada por 122 ações fraudulentas e deve comparecer no tribunal de Leyland no dia 13 de outubro para ouvir a sua sentença.

Fonte: UOL