Novo laudo requerido por pai aponta que atriz teria sido assassinada

Novo laudo requerido por pai aponta que atriz teria sido assassinada

O pai dela descarta a hipótese de suicídio, alegando que ela foi assassinada por um terceiro

A atriz Brittany Murphy ? famosa pelo papel de Tai em As Patricinhas de Beverly Hills (1995) ? morreu em 20 de dezembro de 2009, aos 32 anos, por causa de pneumonia e anemia, certo? Errado. Quase quatro anos após o falecimento da artista, o pai dela, Angelo Bertolotti, divulgou um novo laudo médico, encomendado por ele, que aponta outra causa mortis: envenenamento.

A nova perícia, que contesta a versão daquela época da polícia de Los Angeles, apontou quantidades de metais pesados muitíssimo acima da média em amostras de sangue de Murphy. Tudo, inclusive os sintomas finais (dores de cabeça, tonturas, cólicas abdominais, tosse, sudorese, entre outros) indicam que ela ingeriu veneno de rato.

O pai dela descarta a hipótese de suicídio, alegando que ela foi assassinada por um terceiro, assim, aliás, como o marido dela, que morreu menos de seis meses depois da atriz.

O roteirista Simon Monjack faleceu em 23 de maio de 2010, aos 40 anos. A causa da morte dele, segundo a polícia naquela época, havia sido a mesma que a de Murphy, com quem se casou em 2007. ?Minha filha não era anoréxica nem viciada em drogas, como eles [a mídia] dizem?, afirmou Bertolotti. ?Não vou descansar até que a verdade sobre esses eventos trágicos seja dita. Haverá justiça para Brittany?.

_

Fonte: Revista Monet