Obama chora ao lamentar "crime abominável" em escola dos EUA

A maioria daqueles que morreram hoje eram crianças, lindas criancinhas - disse ele.

O presidente americano, Barack Obama, foi as lágrimas e precisou de esforço para se recompor, esta sexta-feira, ao afirmar que sente uma "tristeza opressiva" pelos mortos no massacre em uma escola fundamental de Connecticut, um "crime abominável", enquanto prometeu adotar ações "significativas" para deter tragédias envolvendo armas de fogo.

"A maioria daqueles que morreram hoje eram crianças, lindas criancinhas com idades entre 5 e 10 anos", disse Obama, em discurso na Casa Branca. "Elas tinham a vida toda pela frente, aniversários, formaturas, casamentos, filhos seus", acrescentou.

Fonte: UOL