Barack Obama diz que Guerra do Iraque custou caro. Veja!

Barack Obama diz que Guerra do Iraque custou caro. Veja!

Presidente americano declara fim do conflito e anuncia retirada de tropas do país árabe

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira (31) que a Guerra do Iraque teve um preço alto para os Estados Unidos. Sem mencionar valores monetários, o líder anunciou a retirada das tropas e falou que é hora dos americanos reconstruírem sua economia.

- Concluir a guerra não é apenas do interesse do Iraque, mas também do nosso interesse. Os Estados Unidos pagaram um preço alto para colocar o futuro do Iraque nas mãos de seu povo.

Entenda a Guerra do Iraque

Obama fez um discurso televisionado à nação partir do Salão Oval da Casa Branca.

- Estamos no meio de uma guerra por quase uma década. Enfrentamos uma longa e dolorosa recessão. Algumas vezes, no meio dessas tormentas, o futuro que tentamos construir para o nosso país ? um futuro de paz duradoura e prosperidade de longo prazo - pode parecer além do nosso alcance.

Mais de 4.400 soldados americanos foram mortos no Iraque e mais de 34 mil foram feridos na guerra desde a invasão, em março de 2003, que tinha como objetivo tirar o ditador Saddam Hussein do poder, em uma operação militar que custou centenas de bilhões de dólares.

Retirada foi promessa de campanha de Obama

A retirada das tropas do Iraque foi uma das promessas de campanha de Obama, que aproveitou para capitalizar a raiva da população contra o conflito durante as eleições em 2008.

- Nesta noite, anuncio que a missão americana de combate no Iraque acabou. A operação Iraqi Freedom (liberdade iraquiana) terminou, e os iraquianos agora serão responsáveis pela segurança do país.

Menos de 50 mil soldados americanos permanecem no Iraque, sendo que 100 mil já deixaram o país, invadido em 2003 pelo predecessor de Obama, o ex-presidente George W. Bush.

- Nós fechamos ou transferimos centenas de bases para os iraquianos. E retiramos milhões de equipamentos do Iraque.

Obama disse que, após o fim da guerra no país estrangeiro, o maior desafio de seu governo é interno, na luta contra a crise econômica que atingiu os Estados Unidos em cheio.

- Nossa tarefa mais urgente é, hoje, restabelecer a economia e por para trabalhar milhões de americanos que perderam seus empregos. (...) Nos próximos dias, esta deve ser nossa missão central como povo, e minha responsabilidade central como presidente.

Fonte: R7, www.r7.com