Obama escapa da Casa Branca para comer delociosos burritos mexicanos

"Acabo de ir andando até o Chipotle (restaurante) para almoçar. Causei bastante caos, como era esperado,mas há bastante tempo que não comia burritos"


Obama escapa da Casa Branca para comer burritos mexicanos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que nas últimas semanas se comparou a um urso de circo pela vontade de se livrar da jaula, voltou a escapar dos menus da Casa Branca nesta segunda-feira e fez uma visita inesperada a um restaurante de comida mexicana.

Obama almoçou com quatro funcionários, que lutam para conciliar vida profissional e pessoal, em um restaurante do bairro de Woodley Park, em Washington, muito perto do hotel onde pouco depois fez um discurso.

"Acabo de ir andando até o Chipotle (restaurante) para almoçar. Causei bastante caos, como era esperado, mas há bastante tempo que não comia seu burrito e estava delicioso", disse Obama no discurso, durante a cúpula de famílias trabalhadoras realizada hoje na Casa Branca.

O presidente foi de limusine da Casa Branca até o Omni Shoreham Hotel, mas no caminho desceu do carro e caminhou dois quarteirões a pé até o restaurante. Ele vestia uma camisa de manga curta e óculos de sol.

Esta imprevista escapada se soma a outras fugidinhas recentes do presidente, que confessou se sentir um pouco encurralado entre as paredes da Casa Branca, e que no final de maio decidiu desafiar as regras do cargo e dar um passeio pelo centro de Washington.

Alguns dias depois, Obama foi também andando até uma cafeteria Starbucks para comprar chá sem avisar ao grupo de jornalistas que o acompanhava. No dia seguinte, também burlou o protocolo para escapar junto com o secretário de Educação, Arne Duncan, para almoçar hambúrguer.

"A bolha presidencial representa um desafio e uma das coisas que o presidente perde é a capacidade de poder andar pela rua e falar com as pessoas", disse hoje o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest. "Os passeios fazem parte de um esforço para dar ao presidente ainda mais informação sobre a reação dos americanos aos desafios que enfrentam", acrescentou.

Obama não é o primeiro presidente que gosta de sair do Salão Oval: Bill Clinton acostumava correr todas as manhãs - e parar em um restaurante fast-food. Já Richard Nixon chegou a escapar em uma madrugada de 1970 para ver o monumento a Lincoln.

Fonte: Terra