Obama se encontrará com família de Mandela, mas não visitará hospital

Obama chegou nessa sexta-feira à África do Sul, com Michelle e as filhas Malia e Sasha


Obama se encontrará com família de Mandela, mas não visitará hospital
A Casa Branca informou, na madrugada deste sábado, que o presidente Barack Obama e sua mulher, Michelle, irão se encontrar com a família do ex-presidente Nelson Mandela, mas não vão visita-lo no hospital.

Obama chegou nessa sexta-feira à África do Sul, com Michelle e as filhas Malia e Sasha, procedente do Senegal. A partir de hoje, ele dará início a sua visita oficial de dois dias ao país em Pretória, mesma cidade onde Mandela se encontra internado.

Segundo a Casa Branca, Obama terá um encontro privado com os familiares do líder sul-africano, mas, ?em deferência à paz e conforto de Nelson Mandela e aos desejos da família?, não irá visita-lo no hospital.

A viagem do primeiro presidente negro dos Estados Unidos coincide com a tensão em torno da saúde do primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, que, aos 94 anos, se encontra internado desde o último dia 8 de junho por causa de problemas respiratórios.

Viagem Oficial

Os atos oficiais de Obama na África do Sul começam neste sábado com uma reunião com o presidente Jacob Zuma, em Pretória, e uma entrevista coletiva conjunta. O encontro servirá para tratar de assuntos bilaterais em campos como o comércio e os investimentos, a educação, a saúde, a cooperação para o desenvolvimento e a segurança, informou a Presidência da África do Sul em comunicado. Zuma será acompanhado na reunião por vários de seus ministros.

Pela tarde, o líder americano se deslocará até o campus da Universidade de Johanesburgo, no antigo gueto negro de Soweto, para participar de um evento com estudantes. Posteriormente, Obama se reunirá com a presidente da União Africana (UA), a sul-africana Nkosazana Dlamini-Zuma, para depois participar de um jantar em sua homenagem.

Obama visitará no domingo a Cidade do Cabo, no sudoeste da África do Sul, onde vai conhecer a Ilha de Robben, onde está o presídio no qual Mandela ficou por 18 anos.

Depois, visitará um centro comunitário junto com arcebispo Desmond Tutu, companheiro de Mandela na luta contra o regime do apartheid e prêmio Nobel da Paz, assim como o ex-presidente sul-africano e o próprio Obama.

No último ato oficial antes de partir rumo à Tanzânia - a última escala de sua viagem pela África -, Obama pronunciará um discurso na Universidade da Cidade do Cabo. Além da família e assessores, uma delegação de empresários acompanha Obama em sua turnê africana.

Fonte: Terra, www.terra.com.br