Obama visitará três estados em busca do voto dos jovens

Barack Obama, iniciará na próxima semana uma viagem por três estados-chave

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, iniciará na próxima semana uma viagem por três estados-chave para sua reeleição e na qual, em busca do voto dos jovens, pressionará o Congresso para que impeça um aumento das taxas de juros nos empréstimos voltados a estudantes.

Durante sua entrevista coletiva diária, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, insistiu que a viagem não tem caráter político e que Obama falará da "incrível realidade de que em 1º de julho as taxas de juros para empréstimos estudantis duplicarão" se não foram tomadas medidas.

Se o Congresso não estender a redução das taxas de juros nos empréstimos concedidos a pouco mais de sete milhões de estudantes universitários, estas chegarão a 6,8% a partir de 1º de julho.

A Casa Branca calcula que um aumento nas taxas de juros para os empréstimos universitários elevará em média US$ 1 mil a dívida dos estudantes a cada ano.

Só que, segundo o CBO (Escritório de Orçamento do Congresso, na sigla em inglês), uma prorrogação das taxas de juros a 3,4% nos denominados empréstimos "Stafford" representará um custo ao fisco de aproximadamente US$ 6 bilhões anuais.

Não é uma ideia que agrade à maioria dos republicanos, que insistem em medidas de austeridade fiscal.

Assim como aconteceu em 2008, a mobilização e o apoio dos eleitores jovens serão um fator importante para os esforços de Obama no pleito de 6 de novembro.

Segundo o Centro de Pesquisa Pew, nas eleições de 2004, 2006 e 2008, o voto dos jovens favoreceu principalmente o Partido Democrata, e em cada um desses ciclos eleitorais foi o bloco eleitoral mais "entusiasmado" dos democratas.

Em 2008, 66% dos eleitores menores de 30 anos apoiaram Obama, com o que a disparidade entre este bloco eleitoral e outros grupos demográficos foi a maior jamais registrada em eleições presidenciais desde que se começou a documentar as tendências nas urnas, em 1972.

Em 2012, calcula-se que os jovens entre 18 e 29 anos de idade - a chamada "geração do milênio" - voltarão a respaldar Obama, embora possivelmente em uma menor percentagem.

Durante sua viagem, entre terça e quarta-feira, Obama discursará em universidades da Carolina do Norte, do Colorado e de Iowa e, como parte dos esforços de mobilização dos jovens, a Casa Branca prevê lançar uma campanha de propaganda através de Facebook, Twitter e Google+.

Fonte: Folha