ONU revela massacre de rebeldes do Sudão do Sul em cidade petroleira

Ataque aconteceu na semana passada em Bentiu por tropas de ex-vice

Centenas de civis foram massacrados por sua etnia na semana passada na cidade petroleira de Bentiu por tropas do ex-vice-presidente do Sudão do Sul Riek Mashar, anunciou a ONU nesta segunda-feira (21).

As forças leais a Mashar, em rebelião contra o governo, mataram 200 pessoas e feriram quase 400 em uma mesquita, segundo a ONU.

Também cometeram ataques em uma igreja, em edifícios desocupados da ONU e no hospital de Bentiu, capital do estado petroleiro de Unité, que as forças rebeldes conquistaram em 15 de abril.

Quando as tropas de Mashar assumiram o controle de Bentiu, "revistaram uma série de locais nos quais centenas de civis sul-sudaneses e estrangeiros estavam refugiados", afirma um comunicado da ONU.

"Em seguida mataram centenas de civis, depois que determinaram sua origem étnica ou nacionalidade", explicou a Missão da ONU no Sudão do Sul (Minuss).

Fonte: G1