Paciente é expulso de hospital após 3 anos internado na China

O homem, de sobrenome Chen, sofreu um acidente de carro em agosto de 2011 e foi internado no hospital Jingmei da capital chinesa para receber tratamento.


Autoridades da China, na Ásia, expulsaram à força de um hospital de Pequim um paciente que estava no local há anos e não pagava a conta. O homem, de sobrenome Chen, sofreu um acidente de carro em agosto de 2011 e foi internado no hospital Jingmei da capital chinesa para receber tratamento.

Apesar de que ter tido alta um mês depois, teve que voltar a ser internado durante outros três meses devido a uma forte dor nas pernas, embora após este período de tempo os doutores deram o sinal verde para retornar para casa.

Chen, no entanto, insistiu que sentia muito dor e que era incapaz de ficar em pé por conta de uma tromboses venosa profunda- doença que costuma aparecer frequentemente em pacientes que não se levantam da cama durante muito tempo- e inclusive não foi ao casamento de seu filho por permanecer no hospital.

O paciente, que não tinha nenhum tipo de renda, se negou em repetidas ocasiões a abandonar o centro e acumulou uma conta de 2 milhões de iuanes (aproximadamente 285,7 mil euros), que nunca chegou a pagar, explicou um médico do hospital, Zhang Jinying, ao jornal "China Youth Daily". O hospital decidiu levar o caso aos tribunais, e embora Chen tenha alegado inicialmente que o centro tinha falsificado os resultados de seu estado de saúde, a justiça ordenou que o paciente devia abandonar o lugar.

As autoridades chegaram ao hospital na terça-feira pela tarde e encontraram Chen preso junto à cama, o que obrigou a polícia a quebrar o cadeado e tirar o paciente da clínica em uma cadeira de rodas sob supervisão oficial.

Fonte: UOL