Pai é acusado de fazer pornô e enviar imagens explícitas de seu filho de três meses na Inglaterra

Pai é acusado de fazer pornô e enviar imagens explícitas de seu filho de três meses na Inglaterra

Robert Schrader, de 33 anos, foi detido e permanece preso por acusações federais de produção de pornografia infantil

Um homem do sul da Califórnia foi preso depois que as autoridades federais confirmaram o envio de imagens pornográficas de seu filho de 3 meses de idade para a Inglaterra.

Robert Schrader, de 33 anos, foi detido e permanece preso por acusações federais de produção de pornografia infantil. Os promotores dizem que autoridades britânicas alertaram um diplomata dos EUA no mês passado que um americano havia enviado as imagens a partir de uma conta Yahoo para um investigador disfarçado.

As autoridades dizem que as imagens provam que foram tiradas na área de um andar da casa de Schrader, em Littlerock. Os investigadores revistaram a casa e viram que o menino nas fotos é o seu próprio filho.

Após ser identificado como o usuário da conta do Yahoo ao ter enviado fotos e vídeos de seu filho de 3 meses de idade, ele foi levado para a cadeia no mesmo dia pelo Los Angeles County Department of Children and Family Services. Oficiais armados, com um mandado de busca, também apreenderam as roupas de bebê da casa do suspeito, juntamente com equipamentos de informática.

Eles também descobriram centenas de imagens explícitas e um vídeo mostrando crianças, entre eles o filho do suspeito. Schrader tinha a custódia da criança e ainda é desconhecido o que aconteceu com a mãe.

Schrader foi acusado de dois crimes de produção de pornografia infantil. Se condenado, ele pode pegar até 60 anos de prisão. Um oficial de Segurança Interna diz que o bebê é uma das mais jovens vítimas de pornografia infantil que já foram identificadas em Los Angeles, se não a mais nova.

Fonte: Jornal Ciência