Pai espanca o próprio filho de 11 anos até a morte após treino

Pai espanca o próprio filho de apenas 11 anos até a morte após o final do treino de críquete

Um menino de onze anos de idade foi espancado até a morte na frente de outras crianças e pais ficaram horrorizados no final da prática de críquete.

Lucas Batty morreu no local, enquanto um homem de 54 anos, aparentemente seu pai, foi morto a tiros pela polícia.

Lucas Batty morreu de ferimentos na cabeça no local do ataque, no subúrbio de Melbourne de Tyabb, na Austrália.

A mãe de Lucas, Rosie Batty, que é originalmente da Inglaterra, estava no campo de críquete quando seu filho foi morto, de acordo com a Sky News.

Ela disse que ela e o pai de Luke amavam muito o garoto: "O que provocou tudo isso foi o fato do pai dele ter problemas de saúde mental".

"Ele estava em uma situação precária já havia muitos anos, a vida dele estava falhando, tudo estava se tornando pior e Lucas foi a única luz brilhante em sua vida?, afirma a mãe do garoto.

A polícia disse que o homem se tornou um problema ao confrontar as pessoas com uma faca depois que eles chegaram ao campo de críquete na quarta-feira à noite, antes de ser morto a tiros.

O caso ainda será investigado para descobrir o motivo que levou o próprio pai a assassinar seu filho na frente de uma multidão.

Fonte: Mirror