Pais acusam médico de decapitar bebê durante o parto e colocá-lo de volta no útero

Pais acusam médico de decapitar bebê durante o parto e colocá-lo de volta no útero

Durante o parto, a cabeça do menino saiu, mas o resto de seu corpo ficou preso no canal do útero.

Um obstetra do Missouri separou a cabeça de um bebê de seu corpo durante o parto e, em seguida, empurrou o recém-nascido de volta para dentro da mãe para encobrir o erro medonho, afirma um casal em uma ação judicial.

Arteisha Betts e Travis Ammonette, de Florissant, apresentaram uma queixa onde afirmam que o médico erroneamente os empurrou para ter um parto vaginal, decapitou seu filho e, em seguida, tentou encobri-ló. Meses antes, o médico havia dito que o parto teria que ser por cesariana, uma vez que a mãe tinha um problema de saúde.

Durante o parto, a cabeça do menino saiu, mas o resto de seu corpo ficou preso no canal do útero, segundo a queixa. em uma tentativa de retirar o bebê por completo ele puxou a cabeça, separando-a da coluna cervical.

O médico tentou ainda disfarçar os ferimentos do bebê. O casal acusou o de homicídio culposo e negligência e pede indenização não especificada.

Fonte: Daily News