Palestina de três anos morre atingida por um foguete disparado pela Gaza

Artefato caiu antes de alcançar território israelense e atingiu casa

Uma menina palestina de 3 anos morreu na madrugada desta quarta-feira (25) por um foguete disparado de Gaza que não alcançou o território israelense e atingiu uma casa no norte da Faixa, informaram fontes de saúde palestinas.

A menina morreu, devido à gravidade dos ferimentos, uma hora depois da queda do foguete na cidade de Beit Lahia, disse o porta-voz do serviço de emergências do Ministério da Saúde em Gaza, Ashraf al Quedra.

Além disso, outras cinco pessoas da mesma família sofreram diversos ferimentos pela queda do projétil em outra casa dessa mesma cidade.

O míssil foi um dos cinco disparados ontem à noite por milícias palestinas em Gaza, dois dos quais foram interceptados em pleno voo pelo sistema "Domo de Ferro" do Exército israelense.

A aviação israelense bombardeou ontem à noite vários alvos islamitas nas regiões sul, central e norte de Gaza, sem causar vítimas, em represália ao lançamento de foguetes.

Segundo fontes oficiais palestinas, dois mísseis israelenses atingiram um campo de treinamento militar do grupo radical "Jihad Islâmica" e um terreno supostamente utilizado para o lançamento de foguetes no norte de Gaza.

Além disso, aviões de combate israelenses atacaram alvos do Hamas perto do campo de refugiados de Nuseirat, no centro da Faixa de Gaza.

O Exército israelense confirmou os ataques e explicou que bombardeou cinco plataformas de lançamento de foguetes no norte de Gaza, "um local utilizado por terroristas no centro" da Faixa e um suposto paiol de armas no sul.

Por enquanto, nenhuma facção assumiu a autoria do disparo de foguetes contra Israel.

Fonte: G1