Papa à sacerdotes: Não tratem católicos divorciados como intocáveis

O tema delicado de como a Igreja de 1,2 bilhão de membros

O papa Francisco disse a sacerdotes que devem ser mais misericordiosos com os católicos que se divorciaram e contraíram novas núpcias fora da Igreja, dizendo que não devem ser tratados como se tivessem sido excomungados.


Image title

O tema delicado de como a Igreja de 1,2 bilhão de membros deve tratar católicos divorciados vai ser um grande problema em uma reunião de bispos do mundo todo no Vaticano em outubro.

O atual ensinamento da Igreja estabelece que esses católicos não podem receber a comunhão, a menos que se abstenham de relações sexuais, porque seu primeiro casamento ainda é válido aos olhos do catolicismo.

Bispos progressistas têm pressionado por mudanças e Francisco insinuou que também apoia uma posição mais conciliatória e quer que o Sínodo apresente propostas.

Francisco disse ser urgente que a Igreja desenvolva maneiras de oferecer "verdadeiras boas-vindas" aos católicos que encontraram a felicidade em um segundo casamento após o fracasso do primeiro.

"Essas pessoas não foram, de modo algum, excomungadas ... e elas não deveriam absolutamente ser tratados como se tivessem sido, pois são sempre parte da Igreja", disse ele.

Ele afirmou ainda que é particularmente importante que os sacerdotes sejam acolhedores com os filhos desses casais.


Fonte: Com informações do Reuters