Papa Bento XVI condena toda violência cometida em nome de Deus

Papa Bento XVI condena toda violência cometida em nome de Deus

Religião não pode justificar intolerância e guerras, segundo o pontífice.

O Papa Bento XVI condenou nesta quinta-feira (11) a violência cometida em nome de Deus e pediu uma maior liberdade religiosa no mundo muçulmano.

"Todas as religiões devem incentivar um uso correto da razão e promover valores éticos que construam a coexistência civil", afirmou o Papa, em uma "exortação apostólica", ao tirar conclusões do sínodo sobre a palavra de Deus em outubro de 2008.

Bento XVI enfatzou que alguns conflitos "parecem ser apresentados como interreligiosos" e desejou "repetir que a religião jamais pode justificar a intolerância e as guerras". "Não se pode utilizar a violência em nome de Deus", afirmou ainda.

O Papa Bento XVI bebe água durante sua audiência semanal nesta quarta-feira (10) no Vaticano.

Ao mesmo tempo, pediu aos dirigentes políticos que "garantam para todos as liberdade de consciência e religião, assim como poder testemunhar publicamente de sua própria fé".

Fonte: g1, www.g1.com.br