Papa Bento XVI fala pela 1º vez após escândalo com mordomo

O Papa, que fez as declarações após a audiência na praça de São Pedro, se referiu pela primeira vez a este assunto que abala o Vaticano.

O Papa Bento XVI reafirmou a confiança em seus "colaboradores mais próximos" e destacou que as "hipóteses" que se multiplicam na imprensa italiana após o escândalo do vazamento de documentos secretos "dão uma imagem do Vaticano que não corresponde à realidade".

O Papa, que fez as declarações após a audiência na praça de São Pedro, se referiu pela primeira vez a este assunto que abala o Vaticano e que provocou a detenção na semana passada de seu mordomo, Paolo Gabriele.


Papa Bento XVI fala pela 1º vez após escândalo envolvendo mordomo

"Intensificaram as hipóteses totalmente gratuitas, amplificadas por alguns meios de comunicação, além dos próprios fatos, dando uma imagem da Santa Sé que não corresponde à realidade", completou.

"Quero renovar minha confiança e meu alento a meus colaboradores mais próximos, que diariamente me ajudam com silenciosa fidelidade a cumprir com meu ministério".

Os acontecimentos, disse o papa, "provocaram tristeza em meu coração", mas "a Igreja está guiada pelo Espírito Santo" e o "Senhor jamais a privará de sua ajuda para apoiá-la".

O escândalo batizado de "Vatileaks", com o vazamento para a imprensa de documentos confidenciais, gerou uma crise na Santa Sé. Paolo Gabriele, mordomo di Papa, é suspeito de ter divulgado os documentos.

Fonte: G1