Papa condena "vil atentado" e ora por vítimas de "violência brutal"

O atentado, inédito na Itália considerando o alvo escolhido, causou indignação e levou a numerosas manifestações

O papa Bento XVI condenou o "vil atentado" de sábado no sul da Itália, que causou a morte de uma jovem e deixou cinco feridos graves e orou pelas vítimas da "violência brutal", durante a oração deste domingo no Vaticano.

"Tenho que lembrar lamentavelmente dos meninos e meninas da escola de Brindisi, atingidos ontem por um atentado", disse o Papa depois de lembrar "os feridos, alguns graves, em particular Melissa, vítima de uma brutal violência". .

O atentado, realizado com um artefato caseiro composto por três cilindros de gás conectados entre eles e ocultos em mochilas colocadas próximas ao colégio de ensino profissionalizante, ainda não teve sua autoria reivindicada.

A explosão aconteceu sábado por volta das 07H45 (02H45 de Brasília), quando os alunos entravam no colégio Morvillo-Falcone, que leva o nome da esposa do juiz Giovanni Falcone, Francesca Morvillo-Falcone, assassinados há vinte anos em um atentado da máfia siciliana.

O atentado, inédito na Itália considerando o alvo escolhido, causou indignação e levou a numerosas manifestações nas cidades de Roma, Nápoles, Milão e Bolonha.

Fonte: r7.com