Papa Francisco pede para ir a favela, mas motorista se perde

Francisco informou que precisava passar na favela de Ponte Mammolo, situada na Via delle Messi D'Oro, a cerca de 300m do seu destino final, a paróquia de São Miguel Arcanjo, no bairro romano de Pietra


O papa Francisco, que estava a caminho de uma paróquia na periferia de Roma, avisou de surpresa ao seu motorista que gostaria de visitar uma favela nos arredores da igreja. No entanto, o condutor do Pontífice se perdeu, mesmo usando GPS.

Francisco informou que precisava passar na favela de Ponte Mammolo, situada na Via delle Messi D'Oro, a cerca de 300m do seu destino final, a paróquia de São Miguel Arcanjo, no bairro romano de Pietralata. Como o motorista não conhecia o local, colocou o endereço no navegador do Ford Focus usado pelo Pontífice, mas chegar à comunidade acabou se revelando uma tarefa mais difícil do que o esperado. Como a favela não é visível da rua, o condutor passou em frente a ela e acabou se perdendo.

Em seguida, Francisco telefonou para o pároco de São Miguel Arcanjo, monsenhor Aristide Sana, pedindo ajuda para chegar ao local. O padre então deixou a igreja, onde fiéis aguardavam ansiosamente o Pontífice, e foi resgatá-lo, levando-o em seguida para a comunidade que ele queria visitar.

Na favela, Bergoglio conversou com muitos sul-americanos, ao lado dos quais rezou o Pai Nosso em espanhol, e cumprimentou todos que estavam presentes, inclusive grupos de ucranianos e russos, que em Ponte Mammolo convivem pacificamente. Conhecida como um campo nômade, a comunidade é lar de muitos refugiados, africanos, latinos e ciganos.

Um dos homens responsáveis pela segurança de Francisco disse aos jornalistas presentes no lugar que a visita foi um "momento muito bonito e comovente".

Fonte: Terra