Paquistão condena à morte soldado que matou civil

A corte antiterrorismo também sentenciou cinco outros guardas e um civil à prisão perpétua.

Um tribunal paquistanês condenou à morte na sexta-feira Shahid Zafar, membro da força paramilitar, que matou em junho um homem desarmado, numa rara punição a membros das forças de segurança. A corte antiterrorismo também sentenciou cinco outros guardas e um civil à prisão perpétua, além de impor uma multa de 200 mil rupias (US$ 2.317) ao guarda condenado à morte, e de 100 mil rupias aos demais.



O incidente, ocorrido em junho em Karachi, foi gravado por câmeras e mostrado na TV, causando grande indignação popular. A vítima, Sarfaraz Shah, estava desarmada.

"Encontramos a justiça. A corte tomou a decisão certa", disse o promotor Muhammad Khan Buriro.

Embora sejam comumente vistos como parte da estrutura militar, a guarda paramilitar é diretamente controlada pelo governo civil, que vem sendo acusado de leniência com as Forças Armadas.

Um advogado do paramilitar condenado disse que vai recorrer da sentença.

Fonte: Folha.com