Para o FMI, EUA voltarão a crescer nos próximos trimestres

Lipsky não quis discutir detalhes do segundo resgate financeiro proposto para a Grécia.

A economia dos Estados Unidos deverá recuperar, nos próximos trimestres, seu ritmo de crescimento. É o que avalia o diretor-gerente interino do Fundo Monetário Internacional (FMI), John Lipsky. Em declarações feitas nesta quarta-feira, o chefe da instituição afirmou ainda que o Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) não precisa adotar políticas adicionais de auxílio monetário, já que o país será beneficiado com o aumento das exportações e da renda da população nos próximos meses.



Há o risco de que o desemprego continue elevado por causa da recuperação vagarosa e é apropriado para as economias avançadas manter as políticas expansionistas, disse Lipsky. "Nossa expectativa é que a atual política monetária dos EUA seja consistente com um retorno ao crescimento moderado", disse ele, quando questionado se o Fed precisaria embarcar em outro programa de estímulos.

Lipsky não quis discutir detalhes do segundo resgate financeiro proposto para a Grécia. Ele também considerou hipotética a ideia de que credores privados concordem voluntariamente em adiar os vencimentos da dívida grega. "Há necessidade para que esse programa seja financiado adequadamente e isso está sendo discutido agora. Qualquer conversa (sobre o rolamento da dívida grega) é completamente hipotética."

Fonte: Veja