Parlamentares do Quênia receberão US$ 60 mil cada para comprar carros

Deputados e senadores também reivindicam aumento de seus salários.

Cada um dos 416 parlamentares do Quênia receberá 5 milhões de xelins quenianos (o equivalente a US$ 60 mil ou R$ 120 mil) dos cofres do Estado para comprar um carro de luxo.

Segundo informou neste sábado (27) o jornal ?Daily Nation?, a medida foi aprovada pela Comissão de Salários e Remunerações do país na noite de sexta (26) após fortes pressões exercidas pelos legisladores, que ameaçam dissolver o Parlamento se este não atender seus pedidos de novos aumentos de salários e benefícios.

A concessão, que é acompanhada pelo aumento em dobro da compensação por cada quilômetro percorrido com o veículo, custará aos cidadãos quenianos US$ 25 milhões. Os deputados e senadores do Quênia também reivindicam um aumento de seus salários mensais dos quase US$ 6,5 mil (R$ 13 mil) para US$ 9,5 mil (R$ 19 mil).

Estas exigências foram feitas apesar de o novo presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, eleito no dia 4 de março, ter afirmado na sessão inaugural do Parlamento, há menos de duas semanas, que um de seus objetivos principais era a reforma dos altos salários governamentais, que representam 12% do PIB do país.

No governo anterior, os parlamentares quenianos tentaram no último ano, em duas ocasiões, aumentar os próprios benefícios reivindicando, por exemplo, a concessão de seguranças armados, de passaportes diplomáticos vitalícios e de funerais de Estado para os legisladores aposentados.

Essas tentativas, no entanto, esbarraram na rejeição frontal dos cidadãos, que organizaram protestos, e do ex-presidente do país, Mwai Kibaki, que, no entanto, pouco antes do término de seu mandato, aprovou uma lei que concedia amplos benefícios aos chefes de Estado quenianos aposentados. Enquanto os salários mensais dos legisladores são de US$ 6,5 mil, o salário mínimo no Quênia é de US$ 90 por mês.

Fonte: G1