Pelo menos 15 mortos e mais de 50 feridos em atentado em Damasco

O canal exibiu imagens de corpos e muitos civis gritando e chorando

Um atentado suicida com carro-bomba, segundo a imprensa estatal, nesta segunda-feira no centro de Damasco deixou pelo menos 15 mortos e 53 feridos, informou uma fonte médica.

"Terroristas explodiram um carro-bomba entre a praça Sabee Bahrat e a rua Shahbandar", anunciou a televisão estatal, segundo a qual as informações preliminares apontam para um atentado suicida.

O canal exibiu imagens de corpos e muitos civis gritando e chorando, assim como veículos queimados.

"A investigação preliminar mostra que a explosão foi um atentado suicida cometido por um terrorista", destacou a emissora.

O canal de televisão Al Ijbariya informou que a explosão deixou mortos e feridos, incluindo crianças.

Todas as janelas do escritório da AFP, que fica na praça Sabee Bahrat, quebraram após o ataque.

Uma potente explosão foi ouvida, seguida de tiros na região do ataque, perto do Banco Central.

Os vidros de quase todas as lojas da área também quebraram em consequência da explosão.

As forças de segurança e o exército impediam o acesso ao local da explosão.

A explosão aconteceu em uma área residencial, perto de uma escola que também foi atingida, segundo a Al Ijbariya.

O último atentado suicida em Damasco havia acontecido em 21 de março, quando 49 pessoas morreram, incluindo o xeque Buti, o mufti da República ligado ao governo.

O regime acusou na ocasião "terroristas", termo utilizado pelas autoridades sírias para citar os rebeldes que recebem ajuda em seu combate contra as tropas oficiais dos jihadistas que já reivindicaram vários atentados suicidas, em particular em Damasco.

Fonte: r7