Pesquisadores desenvolvem projeto de postes de luz multifuncionais

Postes matam mosquitos, medem poluição e possuem Wi-Fi

Se as luzes da rua em seu quarteirão não fazem outra coisa senão iluminar cantos escuros, isso provavelmente irá mudar em breve.

Por exemplo em Copenhague os postes de luz apontam espaços vazios do estacionamento; as de Glasgow medem poluição do ar e ruído; as de L. A. aumentam a cobertura Wi-Fi; e, agora, outra nova iluminação de rua foi projetada para o Sudeste da Ásia, e pode matar mosquitos, carregar telefones celulares e enviar avisos em uma inundação.

Para manter os postes funcionando, no topo de uma rua na Malásia, foran instalados uma turbina de vento e painéis solares que têm o poder de manter a luminárias multifuncionais funcionando completamente em áreas rurais também.

Os pesquisadores que desenharam esse projeto esperam poder substituir todos os postes de luz na região.

“Essa é a nossa ambição”, diz Wen Tong Chong, professor associado da Universidade de Malaya que ajudou a desenvolver o poste. “Para as áreas com vento e luz solar suficiente, o melhor é substituir todas as luzes de rua convencionais.”

Uma caixa no poste atrai mosquitos, a luz UV e o dióxido de titânio combinam-se para fazer um pouco de CO2, que é tão irresistível para mosquitos como respiração humana. Uma vez que os insetos voam mais perto para investigar, um ventilador os suga.

Em uma inundação, algo que também é comum nessa área, pode medir a altura da água e enviar relatórios e avisos através de uma antena, porque todos os componentes eletrônicos estão no topo do poste, e no fundo é à prova d’água.

Se outras fontes de energia falharem, as pessoas podem caminhar até um poste para ligar seu celular.

Oito luzes já estão instaladas no campus em um projeto piloto, e agora os pesquisadores estão prontos para trazê-lo ao mercado.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Site Razões para Acreditar