Piloto espanhola revela ter ficado aterrorizada após perder olho em acidente

Piloto espanhola revela ter ficado aterrorizada após perder olho em acidente

A espanhola deu detalhes de sua recuperação e celebrou ter saído viva do grave acidente

A piloto Maria de Villota falou pela primeira vez sobre o acidente sofrido em julho, no qual perdeu um olho em testes pela equipe Marussia. A espanhola deu detalhes de sua recuperação, celebrou ter saído viva do grave acidente, mas admitiu ter ficado aterrorizada quando acordou e viu no espelho o que havia ocorrido com seu rosto.

?No começo, eles o deixaram [o olho] coberto, então não podia ver. Tinha 104 pontos no rosto, pretos, que pareciam feitos com corda de barco, e havia perdido o olho direito. Fiquei aterrorizada?, contou De Villota, em entrevista à revista Hola. ?Tinha dores de cabeça que eles não sabiam quanto tempo iriam durar, talvez anos. Tinha que controlar meus esforços por causa da pressão intracraniana. Também perdi o olfato e o paladar, que é ligado ao olfato. Agora eu gosto das coisas com muito tempero. Ainda terei que fazer novas cirurgias em breve, mas o pior ficou para trás. Esta corrida eu ganhei, porque estou viva?.

A espanhola sofreu grave acidente no dia 3 de julho deste ano, durante testes da Marussia no aeroporto de Duxford, no Reino Unido. De Villota perdeu o controle do carro e bateu em alta velocidade em um dos caminhões da escuderia. Como resultado, sofreu graves ferimentos no rosto e perdeu o olho direito.

?Eu me lembro de tudo, mesmo o momento do impacto. Quando eu acordei com todos ao meu redor e eles não sabiam se eu iria falar ou como iria falar, comecei a conversar em inglês porque pensei que estava em um check-up da FIA e que a enfermeira estava em treinamento?, disse De Villota. ?Então meu pai disse ?por favor Maria, fale em espanhol porque sua mãe não está entendendo metade das palavras?.

A piloto contou que ainda terá que passar por duas cirurgias e comentou sobre como o lento processo de recuperação tem mudado sua vida. ?Minha vida era uma corrida contra o relógio, uma luta contra o cronômetro. Agora tenho que parar e medir as coisas de outra forma. Já não são mais décimos de segundos, mas pequenos momentos?, comentou a espanhola.

Na próxima quinta-feira, De Villota concederá sua primeira entrevista coletiva desde o acidente. Ela estará acompanhada do presidente do Conselho Superior de Esportes da Espanha, Miguel Cardenal, e do mandatário da Federação Espanhola de Automobilismo, Carlos Gracia.

Fonte: UOL