Pistorius vomita ao ouvir legista descrever autópsia da namorada

Pistorius vomita ao ouvir legista descrever autópsia da namorada

Ele se emocionou ao ouvir descrição do legista sobre a autópsia da modelo.

O atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius vomitou nesta segunda-feira (10) em plena audiência, no tribunal que o julga por assassinato, ao ouvir a descrição do legista sobre a autópsia de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp.

O legista Gert Saayman fez uma descrição dos múltiplos ferimentos que Pistorius provocou na namorada ao atirar na vítima com uma pistola dentro de casa.

O atleta admite que deu os tiros, mas afirma que confundiu a namorada com um ladrão.

Sentado no banco dos réus, o atleta tentava enxugar os olhos com um lenço. Quando o legista descrevia o estado do crânio de Reeva ao receber um tiro, Pistorius cruzou as mãos atrás da nuca, abaixou a cabeça e vomitou.

Um pouco antes, a juíza havia proibido a transmissão ao vivo do depoimento do legista.

"Não acontecerá a transmissão (áudio e vídeo) ao vivo. Isto também inclui o Twitter", decidiu a juíza Thokozile Masipa, em resposta a um pedido expresso do legista.

O atleta admite que deu os tiros em 14 de fevereiro do ano passado na namorada, que estava trancada em um banheiro da casa. Mas ele afirma que confundiu a namorada com um ladrão.

Na semana passada, durante o julgamento, que já dura dias, um médico vizinho de Oscar Pistorius declarou que o velocista sul-africano confessou, minutos depois do crime, que tinha disparado na modelo Reeva Steenkamp pensando que "era um ladrão".

"Eu disparei. Pensei que fosse um ladrão", disse Pistorius ao radiologista Johan Stipp, que vive a 72 metros da casa do velocista, segundo ele. Na madrugada de 14 de fevereiro de 2013, no dia do assassinato, o médico se dirigiu até o local para oferecer ajuda após ter escutado vários disparos.

Segundo Stipp, ele foi uma das primeiras pessoas a chegar na casa do velocista em Pretória. Quando chegou ao local, o velocista já havia tentado desobstruir as vias respiratórias de Reeva para evitar sua morte. Posteriormente, ele passou a insistir com o médico para que a salvasse.

Fonte: G1