Polícia da Turquia detém 18 em investigação de desastre em mina

Ação faz parte das investigações sobre o desastre que matou mais de 300. Incidente disparou protestos contra os donos da empresa e o governo.

A polícia turca prendeu 18 pessoas, incluindo executivos de uma companhia de mineração, como parte de uma investigação sobre o desastre que matou centenas de trabalhadores em uma mina no país, afirmaram emissoras de televisão neste domingo (18).

A operação de resgate da mina de carvão em Soma, no oeste da Turquia, foi encerrada no sábado (17), depois que os corpos dos últimos dois trabalhadores que morreram no local foram retirados. O número de mortos no pior acidente industrial do país é de 301.

O desastre aconteceu na terça-feira, quando um incêndio emitiu grande quantidade de monóxido de carbono na mina operada pela Soma Madencilik.


Polícia da Turquia detém 18 em investigação de desastre em mina

Um representante da polícia afirmou à Reuters que promotores públicos estavam questionando funcionários da companhia em um tribunal de Soma. Ele não deu mais detalhes.

O incidente disparou protestos pela Turquia direcionados contra os donos da empresa e contra o governo do primeiro-ministro Tayyip Erdogan, considerado muito próximo do setor industrial e insensível na resposta ao desastre.

A polícia deixou a cidade de Soma em um estado de bloqueio, montando postos de checagem e detendo dezenas de pessoas para reforçar ações contra protestos. A segurança na cidade continua elevada neste domingo.

Fonte: G1