Polícia dos EUA procura criminosos libertados por engano na Flórida; veja

Condenados por assassinato foram soltos após uso de documentos falsos.

Diversas agências policiais dos Estados Unidos reuniram forças para tentar recapturar dois homens condenados por assassinato que foram libertados por engano no condado de Orange, na Flórida. Joseph Jenkins e Charles Walker, ambos de 34 anos, foram colocados em liberdade devido ao uso de documentos falsos, informou a rede de TV "WFTV".


Polícia dos EUA procura criminosos libertados por engano na Flórida

Walker foi condenado à prisão perpétua. A libertação dos dois foi iniciada por um tribunal do condado, que aceitou documentos falsificados como sendo autênticos e os repassou para o Departamento de Correções da Flórida. As duas agências estão tentando descobrir quem foram os responsáveis por apresentar os documentos falsos.

Arquivos do caso de Jenkins mostram que os primeiros documentos falsos que tentavam livrá-lo da prisão perpétua foram utilizados em 2011. Assinaturas de promotores e juízes foram forjadas em diversos documentos.

Antes da soltura, outras tentativas foram frustradas. Até que um documento foi aceito e Jenkins foi solto no dia 27 de setembro. Walker seguiu o mesmo caminho e foi solto da mesma prisão no dia 8 de outubro.

A polícia local emitiu um alerta para a população sobre os fugitivos, e uma força-tarefa foi montada para procurá-los. Familiares dos dois foram contatados, mas nenhuma informação foi obtida.

Fonte: G1