Polícia fala em 105 mortos após naufrágio em ferry indiano; saiba

Polícia fala em 105 mortos após naufrágio em ferry indiano; saiba

Navio superlotado se partiu no rio Brahmaputra, cheio devido a chuvas

Um ferry superlotado se partiu em dois e naufragou nesta segunda-feira (30) em um rio do nordeste da Índia, durante uma tempestade, deixando, pelo menos 105 mortos e mais de 100 desaparecidos, segundo a polícia.

Outras cerca de 150 pessoas foram resgatadas ou conseguiram nadar para um local seguro depois que o ferry de dois andares, cujos passageiros incluíam mulheres e crianças, afundou no rio Brahmaputra, no estado de Assam.

Anteriormente, as autoridades haviam falado em ao menos 68 mortes.

As equipes de resgate chegaram logo ao local e trabalham para achar sobreviventes, mas a escuridão e a violência das águas dificulta as tarefas de buscas.

"Eu vi pessoas sendo arrastadas pela forte correnteza do rio", contou Rahul Karmakar, que testemunhou o naufrágio.

Ele acrescentou que "as chances de sobrevivência parecem ser remotas" no rio, cheio por causa das fortes chuvas.

O número de mortos no naufrágio do ferry pode ser um dos maiores em um acidente do tipo nos últimos anos no sul da Ásia, onde desastres como esse são comuns devido às falhas nas normas de segurança e à superlotação.

Pescadores locais que vivem com suas famílias em pequenas vilas ao longo do rio Brahmaputra lutavam para encontrar sobreviventes ao cair da noite.

Ventos fortes derrubaram árvores, bloqueando estradas que levavam ao local do desastre e impedindo mais equipes de resgate de chegar até a área, disseram autoridades da principal cidade comercial de Assam, Guwahati.

O primeiro-ministro Manmohan Singh considerou o naufrágio uma tragédia e prometeu toda a assistência possível ao governo estadual na busca.

"Havia cerca de 350 pessoas a bordo quando uma tempestade partiu o barco em dois," disse o chefe da polícia do estado de Assam, J.N. Choudhury.

O ferry se dirigia de Dhubri para o distrito contíguo de Fakirganj quando o acidente aconteceu no fim da tarde, disse a polícia. Dhubri está a cerca de 300 quilômetros de Guwahati.

A previsão é de mais chuvas na região na terça-feira (1º).

O ministro chefe de estado de Assam disse que o primeiro-ministro indiano Tarun Gogoi telefonou a ele e prometeu enviar rapidamente unidades de assistência a desastres de Nova Délhi e outras localidades.

"O exército, a Força de Segurança das Fronteiras e outras equipes de resgate com barcos motorizados foram enviados ao local, mas o cair da noite e o mal tempo estão dificultando os esforços de resgate", disse Gogoi.

Singh disse em um comunicado que estava "chocado e triste ao saber que vidas foram perdidas".

Ele disse ter dado instruções "para (prestar) toda assistência possível para o governo de Assam em operações de socorro e também para assistência do Fundo Nacional de Ajuda do primeiro-ministro para as famílias dos mortos".

Histórico de naufrágios

Em um dos piores desastres do tipo, 79 peregrinos muçulmanos morreram afogados quando um barco superlotado, com 150 pessoas, afundou no estado de Bengal Ocidental em outubro de 2010.

Em março, 138 pessoas morreram em Bangladesh quando um ferry superlotado, com 200 pessoas, afundou no rio Meghna, a sudeste da capital Daca.

Fonte: G1