Polícia prende mãe de 7 das 8 crianças mortas a facadas na Austrália

O agente acrescentou que a polícia não procura mais ninguém que tenha relações com o crime, e insistiu que os vizinhos podem ficar tranquilos com sua segurança

A polícia da Austrália prendeu neste sábado, por suspeita de assassinato, a mãe de sete das oito crianças encontradas mortas a facadas ontem em uma casa da cidade de Cairns, no nordeste do país.

A mulher, de 37 anos, foi encontrada no imóvel com ferimentos no peito e no pescoço, mas estava consciente e foi transferida para um hospital, onde foi interrogada pela polícia.

'A mãe de várias das crianças envolvidas neste incidente foi detida durante a noite (de sexta-feira) e está sob vigilância policial no hospital de Cairns', disse o inspetor Bruno Asnicar, em declarações divulgadas pela emissora 'ABC'.

O agente acrescentou que a polícia não procura mais ninguém que tenha relações com o crime, e insistiu que os vizinhos podem ficar tranquilos com sua segurança.

As crianças tinham entre 18 meses e 14 anos e foram encontradas pela polícia após uma denúncia, no interior da casa em Manoora, no subúrbio de Cairns, um bairro com perfil socioeconômico baixo, que tem muitos moradores dependentes dos serviços de assistência social.

Os corpos foram retirados durante a noite depois que a equipe de peritos inspecionou a casa, declarou Asnicar, que descartou que o imóvel estivesse sob observação dos serviços sociais.

'Este é um bairro normal, com muita gente boa, com muitas crianças. O ocorrido pegou todos de surpresa', afirmou o inspetor.

A polícia prosseguirá com as investigações na casa, que permanecerá isolada durante vários dias. Também está previsto hoje a realização das autópsias nos corpos das oito crianças, sete irmãos e uma prima.

O crime causou grande comoção na Austrália, que foi abalada no início da semana pela tomada de reféns em um café de Sydney, que terminou com três mortes.

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: MSN