Polícia tailandesa salva 1,3 mil cães que seria usandos no tráfico de carne

Os animais resgatados foram levados para um centro de quarentena na província de Nakhon Phanom.

Mil e trezentos cães enjaulados em péssimas condições e possivelmente destinados ao contrabando de carne para pratos exóticos foram resgatados em menos de uma semana na fronteira nordeste da Tailândia.

Cerca de 300 cães foram achados na província de Bueng Kan, depois que na véspera outros 400 foram restados. Seiscentos animais foram libertados ao longo da semana passada.

"Alguns cães foram abandonados, alguns foram roubados ou vendidos por seus proprietários", afirmou uma fonte policial.

Os animais resgatados foram levados para um centro de quarentena na província de Nakhon Phanom.

"Trata-se de uma rede transnacional que os leva para outros países. A maioria se destina ao contrabando de carne", afirmou o chefe do centro de quarentena, Chusak Pongpanich.

Os cães são parte essencial da culinária tradicional da região, principalmente no Vietnã.

Fonte: Terra