Polícia usa arma de eletrochoque em menina de 8 anos nos EUA

Polícia usa arma de eletrochoque em menina de 8 anos nos EUA

A polícia de Pierre, Dakota do Sul, está respondendo a um processo após ter usado um Taser (arma de eletrochoque) em uma menina de 8 anos em outubro do ano passado. As informações são da CNN.

A mãe da criança está pedindo o pagamento de US$ 100 mil (R$230 mil), além de um extra por danos e “outra quantia que a corte considerar justa”. Dawn Stenstrom disse que a babá de sua filha chamou os oficiais porque a menina estava com uma faca nas mãos e fazia “birra”, ameaçando se machucar.

“Eles poderiam ter agido de outra maneira. Não havia necessidade de dar um choque na menina de apenas 31 quilos que foi levantada e jogada contra a parede pela força da eletricidade. Depois de a paralisarem com a voltagem da Taser, eles deram uma atenção médica e chamaram a ambulância”, contou Stenstrom, que acredita que a polícia fez uso abusivo de sua força.

O uso da Taser na criança divide opiniões. O chefe da polícia local, Robert Grandpre, discorda da mãe e afirmou à CNN que na circunstância, os policiais que atenderam a chamada da babá podem ter, possivelmente “salvado a vida da menina”.

Depois de dois meses de investigação independente, a Divisão Criminal e Investigação de Dakota do Sul chegou à conclusão de que os policiais agiram corretamente.

Os pais discordam com a investigação e continuam com o processo na Justiça contra os policiais. A criança identificada apenas por “L.M.J” recebe tratamento mental e emocional do Conselho da Criança e Adolescente.

Desde o incidente, Stenstrom e sua filha, que são membros da tribo Rosebud Sioux, se mudaram de Pierre de volta para a reserva tribal. 

Fonte: TERRA