Polícia usa o Facebook para enviar uma ordem judicial

Homem deletou a conta após receber ordem judicial pelo site.

A polícia australiana utilizou pela primeira vez o Facebook para executar uma ordem judicial de afastamento contra um homem que usava a rede social para assediar uma mulher.

De acordo com a agência de notícias Australian Associated Press, o caso ocorreu na cidade de Melbourne, onde as forças de segurança recorreram ao site quando fracassaram em todas as tentativas de entrar em contato com o suspeito.

Como última alternativa, o policial Stuart Walton fez um vídeo lendo a ordem de afastamento e o enviou, junto a uma cópia do texto, em mensagem privada ao perfil do acusado no Facebook.

Pouco depois, o homem entrou em contato com o policial para informá-lo que havia lido a ordem e, em seguida, deletado a conta no Facebook por meio da qual tinha assediado uma mulher.

Esta é a segunda vez que se usa o Facebook como ferramenta de ação judicial na Austrália. Em dezembro de 2009, um tribunal de Canberra permitiu a um advogado comunicar na rede social a abertura de um processo por falta de pagamento de hipoteca contra duas pessoas.

Fonte: g1, www.g1.com.br