Austrália: Polícia usa Facebook para investigar assassinato de jovem de 22 anos

Austrália: Polícia usa Facebook para investigar assassinato de jovem de 22 anos

O assassinato da jovem Sarah Cafferkey, de 22 anos, na cidade de Melbourne

O assassinato da jovem Sarah Cafferkey, de 22 anos, na cidade de Melbourne, na Austrália, pode ser solucionado com a ajuda do Facebook. A polícia local está investigando as interações da garota pela rede social para encontrar pistas de seu possível assassino. E, ao que tudo indica, já há indícios de um homem que pode ser o culpado.

A garota tem cerca de mil amigos na rede social e um deles, Steven Hunter, de 47 anos, se tornou o principal alvo da investigação. O homem, que descreve sua casa no Facebook como ?masmorra do estupro?, já foi condenado anteriormente, em 1986, por esfaquear uma jovem até a morte. Agora, há indícios de que ele pode ter se envolvido em um novo crime.

A polícia descobriu que, em 4 de novembro, cinco dias antes de Cafferkey desaparecer, ela teve uma pequena discussão com o homem no Facebook. Em um post, Hunter e outro usuário, Chris Stewart, sugeriam fazer sexo a três com a garota. Irritada, ela criticou a ?maneira como a mente deles? agia e pediu que o ?comportamento imaturo? parasse ou ela iria bloquear os dois de seu perfil.

As autoridades entraram em contato com os dois homens. Stewart prestou depoimento e já foi liberado, porém Hunter está foragido: ele não foi encontrado em sua casa e faltou o trabalho na última segunda-feira (19). A polícia confirmou à rede de televisão "Sky News" que usou o Facebook para ter mais pistas sobre o assassinato da jovem e que continua investigando o caso.

Fonte: Tech Tudo