Policial atira mulher em concreto na delegacia e ela fratura rosto; assista

As imagens mostram outros dois outros policiais tentando ajudá-la, enquanto ela sangrava no chão

Presa por dirigir embrigada em março, Cassandra Feuerstein, de 47 anos, foi levada para o Departamento de Polícia de Skokie. Lá, após conversar com um dos agentes, sai da sala onde estava para pedir permissão para telefonar para o marido e os filhos. Ao voltar, o policial Michael Hart a empurra com violência, e ela bate com a cabeça num dos bancos de cimento. A cena foi filmada por uma das câmeras de segurança da delegacia, e agora Cassandra está processando o policial por violação dos direitos civis.

As imagens mostram outros dois outros policiais tentando ajudá-la, enquanto ela sangrava no chão. Cassandra diz que vários ossos do rosto foram quebrados e que precisou de um cirurgia reconstrutiva, além de ter de colocar uma placa de titânio na bochecha.

- Um homem que faz isso com alguém que claramente não apresenta nenhuma ameaça para ele pode ser perigoso, principalmente diante do tipo de poder que ele tem - afirmou o advogado de Cassandra, Torri Hamilton.

O processo acusa Hart de prestar falsas declarações aos outros policiais e acusa a mulher de resistir aos esforços para ser escoltada até uma cela.

Fonte: O Globo