Prédio de vinte e três andares desaba na Coreia do Norte por erro em obra

Acidente ocorreu na terça (13), mas só agora foi divulgado pelo governo. Ainda não há informações sobre o número de mortos e feridos.

Um número indeterminado de pessoas morreram e ficaram feridas após um edifício de 23 andares em construção desabar em Pyongyang, segundo noticiou neste domingo (18) a agência estatal norte-coreana, a "KCNA", a qual acrescentou que o acidente se deveu a erros nas obras e na supervisão das mesmas.

Embora o acidente tenha acontecido no dia 13 de maio, o fechado regime norte-coreano só informou do mesmo hoje, o que em qualquer caso constitui um fato pouco habitual já que os meios de imprensa estatais não costumam dar detalhes sobre este tipo de fatos.

O bloco de apartamentos caiu porque a construção "não foi edificada de forma correta e a que os oficiais o controlaram de forma inadequada", assinalou a "KCNA" em comunicado.

O governo norte-coreano ativou um "mecanismo estatal de emergência para resgatar os sobreviventes" - dando a entender portanto que houve mortos - e "tratar dos feridos", e enviou altos oficiais ao local.

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, "se manteve acordado toda a noite e muito comovido por causa do acidente", e pediu às forças de segurança para "participar do resgate o mais rápido possível", segundo o comunicado da "KCNA".

Fonte: G1