Prefeito italiano é assassinado em suposto atentado da máfia

Angelo Vassallo era prefeito de Pollica desde 2005 e ficou conhecido como "prefeito pescador"

O prefeito da localidade italiana de Pollica (sul da Itália), Angelo Vassallo, foi assassinado ontem à noite em um suposto atentado da Camorra (máfia napolitana), informam nesta segunda os meios de imprensa italianos.

Vassallo, 57 anos, recebeu nove tiros enquanto retornava para casa dirigindo o próprio carro, um assassinato "brutal e violento", como definiu o promotor que investiga o caso, Alfredo Greco.

"Nos últimos tempos (Vassallo) estava preocupado e me mantinha constantemente informado dos avanços de seus projetos. Era um homem que lutava contra a ilegalidade e estava sempre na linha de frente", acrescentou o promotor, quem disse que se trata de um atentado contra a oposição de Vassallo "à ilegalidade".

Pelos primeiros dados, a morte de Vassallo, do Partido Democrático, ocorreu entre as 22h30 e 23h30 no horário local. Ele foi alvo de uma emboscada que culminou com nove disparos em órgãos vitais, matando o político na hora.

O corpo foi localizado por um irmão dele, que foi à sua procura porque estranhou sua demora na volta para casa. Angelo Vassallo era prefeito de Pollica desde 2005 e ficou conhecido como "prefeito pescador" por suas campanhas pelo respeito ao meio ambiente no litoral de Campânia, com as quais conquistou o reconhecimento da qualidade das praias da região e de seu incentivo turístico.

Fonte: Terra, www.terra.com.br