Presidente da Alemanha renuncia o cargo

Presidente da Alemanha renuncia o cargo

Aliado da chanceler Angela Merkel, ele ficaria no poder até 2014.

O presidente da Alemanha, Horst Koehler, pediu demissão nesta segunda-feira (31). O motivo da demissão seriam as críticas provocadas pelos seus comentários recentes sobre a missão militar alemã no Afeganistão.

Aliado da conservadora chanceler Angela Merkel, Koehler havia sido reeleito em 2009, para um mandato de mais cinco anos. Eleitos indiretamente, os presidentes alemães não têm poder político real, mas antigos ocupantes do cargo, como Richard von Weizsaecker, transformaram a presidência em uma autoridade moral para o país. O presidente alemão tem a função de chefe de Estado.

Na prática, ele seria o equivalente ao ministro da Casa Civil do Brasil, o que representa que ele tem que fazer o governo funcionar, fazendo acordos entre os partidos políticos. Mas a semelhança fica praticamente por aí.

Se no Brasil o ministro é escolhido diretamente pelo presidente da República, na Alemanha ele é eleito por deputados federais e estaduais. E, quando assume o cargo, ele precisa esquecer do próprio partido na hora de tomar decisões. Ele não precisa ser um conciliador, ele tem que ser um durante os cinco anos de mandato.

Fonte: g1, www.g1.com.br