Presidente Lula nega que seu governo tenha sido antiamericano

Presidente Lula nega que seu governo tenha sido antiamericano

Para Lula, Espanha e Portugal não voltarão à pobreza e crise é passageira

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou nesta sexta-feira (3), durante entrevista a correspondentes estrangeiros, no Rio, que seu governo tenha tido uma posição antiamericana.

Documentos secretos da comunicação diplomática dos Estados Unidos, divulgados pelo site WikiLeaks, mostram a preocupação do governo norte-americano com setores do governo brasileiro que seriam antiamericanos.

Segundo Lula, pode haver no Brasil pessoas que não gostam dos Estados Unidos, mas que essa não é a posição do governo. "Nossa relação com os Estados Unidos foi muito boa. Foi assim com [Bill] Clinton e com Bush e é agora com [Barack] Obama. As relações são boas com todos porque não misturamos política com relações internacionais", afirmou.

Segundo Lula, o Brasil não compartilha algumas das políticas americanas, mas isso não impede que os Estados Unidos sejam um sócio "excepcional" e "privilegiado" do Brasil.

Lula disse que sua grande crítica aos Estados Unidos está no fato de o país não olhar com maior atenção para a América Latina. Lula afirmou que o governo norte-americano está sempre preocupado com o Afeganistão e com países do Oriente Médio, mas esquece que o mundo é maior e tem como vizinho a América Latina.

"Lamento que os Estados Unidos olhem pouco para cá", afirmou Lula. "A minha única crítica, que disse ao presidente [George] Bush e a repeti ao presidente [Barack] Obama, é que muitas vezes eles olham com um olhar pequeno a América Latina. É necessário que tenham uma dimensão maior do que representa a América Latina para os Estados Unidos", afirmou.

Fonte: g1, www.g1.com.br