Primeira Igreja da Maconha é reconhecida e tem isenção fiscal

A lei garante aos cidadãos o direito de exercer quaisquer crenças

Apesar dos Estados Unidos ainda proibir o uso da  maconha, alguns "cultos à erva", estão liberados. O ex-carpinteiro Bill Levin, de 59 anos, aproveitou a oportunidade aberta por uma polêmica lei de liberdade religiosa para criar o que chamou de "Igreja da Maconha".

Image title


O homem decidiu levar os ensinamentos de "paz e amor" fundando uma igreja para cultuar a "planta mais saudável que existe no planeta". A "religião" foi fundada no fim de março, pouco depois que a lei do "Religious Freedom Restoration Act" foi aprovada em Indiana para "proteger a liberdade religiosa". O objetivo da nova igreja agora é "espalhar o amor" por todos os lugares.

"Eu vi o que realmente dizia a lei e aí entrei em um transe profundo e religioso com a cannabis, falei com Deus, ele tocou minha mão e me disse como fazer", disse o fundador da Igreja.

A lei garante aos cidadãos o direito de exercer quaisquer crenças religiosas sem que sejam vítimas de processos na Justiça.

Foi quando ele começou a divulgar uma lista de 12 "mandamentos" da nova religião, incluindo "Não seja um idiota, trate as pessoas igualmente e com amor", ou "Ria bastante, espalhe bom humor; divirta-se na vida e seja positivo". O último deles fala do "culto" à cannabis.

"Cannabis, a ‘planta que cura’, é nosso sacramento. Ela nos aproxima uns dos outros. É nossa fonte de saúde, nosso amor, a cura para as doenças e para a depressão. Nós a abraçamos com nosso coração e espírito, individualmente e como um grupo."

Oração do amor

"Assim que começarmos a falar em Deus, estaremos perdidos, porque todo mundo tem um deus diferente, todos vão discordar. Nós celebramos o amor, a compaixão, e celebramos com a planta cannabis, porque só existe uma planta natural no mundo capaz de ajudar nosso organismo a nos manter saudáveis."

Levin diz que não se preocupa com a possibilidade de ter problemas com a polícia local, já que em Indiana é proibido fumar maconha ou mesmo usar a erva para fins medicinais.

"Nós não vamos comprar, vender, ou fazer qualquer tipo de negócio com a cannabis. Nós só vamos incentivar as pessoas a fumar dentro da Igreja, que é um santuário e um local sagrado, uma área segura."

Os 12 mandamentos da "Igreja da Cannabis"

1) Não seja um idiota. Trate todos igualmente e com amor.

2) O dia começa sempre com o seu sorriso. Quando você levantar, use isso primeiro.

3) Ajude os outros sempre que puder. Não por dinheiro, mas porque é necessário.

4) Trate seu corpo como um templo. Não o envenene com comidas ruins ou refrigerantes.

5) Não tire vantagem das pessoas. Não machuque ninguém intencionalmente.

6) Nunca comece uma briga. Sempre termine-as.

7) Cultive comida, crie animais, traga a natureza para a sua rotina.

8) Não seja um "trolador" na internet. Respeite as pessoas sem xingamentos e não seja agressivo com elas.

9) Gaste dez minutos do seu dia apenas contemplando a vida em um lugar silencioso.

10) Quando você vir um ato de bullying, impeça de todas as formas que puder. Proteja aqueles que não podem se proteger.

11) Ria frequentemente, compartilhe bom humor. Divirta-se na vida, seja positivo.

12) Cannabis, a "planta que cura", é nosso sacramento. Ela nos aproxima uns dos outros. É nossa fonte de saúde, nosso amor, a cura para as doenças e para a depressão. Nós a abraçamos com nosso coração e espírito, individualmente e como um grupo.


Fonte: Com informações da BBC Brasil