Primeiro casal gay terá lua-de-mel grátis

A oferta foi "um reconhecimento à tolerância

A secretaria de Turismo da Cidade do México ofereceu, nesta quinta-feira, uma lua-de-mel gratuita ao primeiro casal gay que se casar na Argentina, depois que o país fez história na América Latina ao legalizar os casamentos entre pessoas de mesmo sexo.

A oferta foi "um reconhecimento à tolerância, mas também visa a promover o turismo ""gay friendly"" (nr: amigável com os homossexuais), na Cidade do México", disse o secretário de Turismo, Alejandro Rojas, por meio de um comunicado.

A Argentina se tornou, nesta quinta-feira, o primeiro país da América Latina a legalizar o casamento entre homossexuais, depois de uma histórica votação no Senado que enfrentou forte controvérsia no país de maioria católica.

Autoridades da capital mexicana, que legalizaram o casamento entre homossexuais no ano passado, ofereceram passagens aéreas ao primeiro casal que se beneficiar da lei na Argentina, e procuram o patrocínio de hotéis e restaurantes na Cidade do México e no resort de Cancún, disse Rojas.

Cerca de 15% do turismo mundial - ou 150 milhões de turistas por ano - é "gay friendly", e os turistas gays são considerados diferenciados, por serem respeitosos e mãos-abertas, gastando 47% mais que os turistas heterossexuais, disse Rojas.

A Cidade do México aprovou o casamento gay e abriu o caminho para as adoções por pessoas do mesmo sexo em dezembro passado, provocando uma onda de reações de grupos religiosos e conservadores, incluindo o presidente Felipe Calderón.

O governo esquerdista da Cidade do México tem sido pioneiro em aprovar leis liberais nos últimos 13 anos, incluindo a descriminalização do aborto, em 2007.

Fonte: Terra