Príncipe saudita é acusado de matar e violentar serviçal

Imagem mostra momento de agressão dentro de um elevador

A promotoria britânica acusou nesta terça-feira um príncipe saudita de ter espancado, estrangulado e assassinado um serviçal em um hotel de luxo em Londres em um crime que teria elementos sexuais.

Bandar Abdulaziz, empregado do príncipe Saud Abdulaziz Bin Nasir Al-Saud, foi encontrado morto no Landmark Hotel, no bairro de Marylebone, no dia 15 de fevereiro.

Segundo a acusação, o príncipe cometeu o crime na cama do quarto que os dois dividiam. Saud, que nega ser homossexual, admitiu ter matado o empregado, mas não que tenha tido a intenção de matar.



Crime

O príncipe e seu empregado estavam hospedados no hotel desde o dia 20 de janeiro em férias prolongadas. Durante a audiência, foi revelado que a vítima sofreu várias agressões antes de morrer.

Entre os indícios apresentados estavam a presença de marcas de mordidas no rosto de Abdulaziz, o que, segundo a promotoria, indica "conotações sexuais óbvias".

Fonte: Terra, www.terra.com.br