Procurador pede pena de morte para ex-presidente

Procurador pede pena de morte para ex-presidente

Ele é acusado de cumplicidade em homicídios durante seu governo

O procurador do tribunal militar de Kef, no noroeste da Tunísia, pediu nesta quarta-feira (23) a condenação à morte do ex-presidente Zine El Abidine Ben Ali, julgado à revelia por cumplicidade em homicídios voluntários durante a repressão da mobilização contra seu regime em janeiro de 2011.

O promotor pediu a pena capital para o ex-presidente e "as sanções mais severas que se possa dar" aos outros 22 acusados, ex-dirigentes do regime, pela morte de ao menos 22 pessoas em Thala e Kaserín (centro-oeste).

Entre os acusados estão dois ex-ministros do Interior, Rafik Belhaj Kacem e Ahmed Friaa.

Ben Ali refugiou-se na Arábia Saudita após sua queda, em 14 de janeiro de 2011.

Trata-se da primeira vez que se pede a pena de morte para o ex-presidente, que já foi condenado pela Justiça Civil a mais de 66 anos de prisão, particularmente por tráfico de drogas e abuso de bens públicos.

Fonte: G1