Professor é condenado por matar coelhos a marteladas em aula

Os animais ainda vivos tentaram escapar, de modo que o professor tentou primeiro estrangulá-los e, em seguida, atingi-los com vários socos.

Um professor italiano de anatomia foi condenado a oito meses de prisão por um tribunal de Milão (norte) por matar dois coelhos durante uma aula de biologia, informou nesta quarta-feira a Associação Italiana dos Direitos dos Animais (LAV).

O professor Carlo Rando, um cirurgião de formação, levou quatro coelhos para a aula de anatomia, matando dois a marteladas. Os animais ainda vivos tentaram escapar, de modo que o professor tentou primeiro estrangulá-los e, em seguida, atingi-los com vários socos. Como não conseguiu matá-los, então decidiu acertar os animais com um martelo, segundo a LAV.

"Cenas aterradoras, dignas de um açougueiro e cometidas diante de menores de idade", lamentou a associação. "Graças às testemunhas, à coragem de outros professores e dos alunos, esse professor desprezível foi descoberto", ressaltou a associação, que denunciou os métodos "bárbaros" e "inúteis" para ensinar ciências.

"Há modelos de plástico, vídeos interativos em três dimensões, não é necessário desmembrar animais", comentou a bióloga Michela Kuan, diretora da LAV.

Fonte: Terra