Professor espanca aluno de 12 anos até a morte por não ter feito dever de casa

O garoto apresentava lesões na cabeça e entrou em um quadro de hemorragia cerebral.

A disciplina é um fator essencial para a formação dos alunos nas escolas do Egito. No entanto, um professor de um colégio do Cairo passou dos limites após agredir um aluno no último sábado.

O jovem de 12 anos faleceu no dia seguinte, em consequência de um espancamento por não ter feito o trabalho de casa. Segundo informações da "BBC", um inquérito foi aberto para descobrir as circunstâncias da morte do menino, identificado como Islam Sharif. Enquanto isso, a escola optou pela suspensão do docente.

O garoto apresentava lesões na cabeça e entrou em um quadro de hemorragia cerebral. Em sua defesa, o mestre alegou não ter intenção de matar a criança, mas afirmou que "o espancamento é parte da disciplina". O Conselho Nacional para a Infância e a Maternidade (NCCM) do Egito informou que os ataques contra as crianças aumentaram em 55% entre janeiro e outubro de 2014, se comparados com o mesmo período nos últimos três anos. O órgão também declara que metade dos casos de violência contra crianças se dá em escolas.

Fonte: O Globo