Professora britânica dorme se ficar brava com seus alunos

Jane sofre de um efeito colateral da narcolepsia, chamado cataplexia, o que significa que ela pode cochilar a qualquer momento.

A professora Jane Barlow, de 36 anos, que mora em Staffordshire, Inglaterra, não pode ficar brava ou brincar com os seus alunos porque as emoções súbitas a fazem dormir.


Professora britânica dorme se  ficar brava com seus alunos

Jane sofre de um efeito colateral da narcolepsia, chamado cataplexia, o que significa que ela pode cochilar a qualquer momento. Esse distúrbio do sono é desencadeado por emoções muito fortes, como vergonha, alegria, raiva, segundo o site Daily Mail.

A doença pode causar um colapso em seus músculos, fazendo com que ela não fale ou se mova.

No entanto, para não sofrer os ataques de sono repentino, Jane procura se concentrar em outras coisas, como mexer o pé, para o caso de ela passar por alguma situação que a deixe muito feliz ou com raiva.

? Todos os meus amigos sabem sobre a minha condição. Então eles me avisam se vão contar alguma piada ou situação engraçada para que eu possa me concentrar em outra coisa durante a conversa.

A professora Jane Barlow, de 36 anos, que mora em Staffordshire, Inglaterra, não pode ficar brava ou brincar com os seus alunos porque as emoções súbitas a fazem dormir.

Jane sofre de um efeito colateral da narcolepsia, chamado cataplexia, o que significa que ela pode cochilar a qualquer momento. Esse distúrbio do sono é desencadeado por emoções muito fortes, como vergonha, alegria, raiva, segundo o site Daily Mail.

A doença pode causar um colapso em seus músculos, fazendo com que ela não fale ou se mova.

No entanto, para não sofrer os ataques de sono repentino, Jane procura se concentrar em outras coisas, como mexer o pé, para o caso de ela passar por alguma situação que a deixe muito feliz ou com raiva.

? Todos os meus amigos sabem sobre a minha condição. Então eles me avisam se vão contar alguma piada ou situação engraçada para que eu possa me concentrar em outra coisa durante a conversa.

Fonte: F5