Queda de avião mata ministro do Sudão e mais outras 30 pessoas

A aeronave, que levava os ocupantes a um festival islâmico, teria se chocado contra montanhas.

O ministro de Orientação Islâmica sudanês, Ghazi al Sadeq, e o líder do partido A Justiça, Meki Ali Balayel, morreram neste domingo (19) após a explosão do avião em que viajavam na província de Cordofão do Sul, de acordo com a a Aviação Civil do país. O porta-voz da Aviação Civil, Abdel Hafiz Abdel Rahim, disse que 31 pessoas morreram, incluindo a tripulação, mas não tinha mais detalhes sobre suas identidades.

A aeronave, que levava os ocupantes a um festival islâmico, teria se chocado contra montanhas. O avião que transportava os dois políticos junto a outras personalidades ia de Cartum para Taludi, no Cordofão do Sul, quando explodiu por causas desconhecidas até o momento.

Os acidentes com aeronaves não são incomuns no Sudão, já que o país conta com uma frota antiga que figura na lista de companhias aéreas proibidas na União Europeia por violar normas de segurança.

Fonte: G1