Avião cai no Nepal e mata 14 passageiros

Avião cai no Nepal e mata 14 passageiros

Mau tempo e possível problema mecânico seriam as causas da queda

Um avião da companhia Agni Air, com 14 pessoas a bordo, caiu nesta terça-feira (24) no distrito de Makwanpur, cerca de 100 km ao sudeste de Kathmandu, capital do Nepal. A aeronave iria para Lukla, na região do monte Everest. Testemunhas disseram que o avião caiu em uma área agrícola e se partiu em vários pedaços. Dos 14 passageiros, seis eram estrangeiros, cinco nepaleses e outros três, cujas nacionalidades não foram confirmadas, faziam parte da equipe de bordo. Segundo a rede americana CNN, dos estrangeiros, quatro são americanos, um é do Japão e outro é britânico. As identidades de todos os ocupantes ainda não foram confirmadas. O porta-voz do Ministério de Interior do Nepal, Jaya Mukunda Khanal, declarou que é improvável que algum ocupante da aeronave tenha sobrevivido ao acidente. Ainda de acordo com as autoridades nepalesas, as condições do tempo no momento do acidente não eram boas, o que pode ter contribuído para o acidente, que teria ocorrido quando o avião tentava retornar a Kathmandu. A agência estatal chinesa Xinhua afirma que fontes confirmaram um contato do piloto com o aeroporto internacional de Tribhuvan, momentos antes da queda, alertando para problemas no motor. Segundo, Pratap Lama, morador local, "o avião ficou em pedaços em um campo próximo a uma escola". - Os corpos também ficaram em pedaços. Não houve um estrondo ou fogo antes do acidente. Lukla é um conhecido ponto de passagem de turistas praticantes de trekking na região do Everest, no leste do Nepal. Equipes de resgate foram enviadas ao local do acidente para buscar sobreviventes ou corpos. O último acidente aéreo de grandes proporções no Nepal ocorreu em 2008. Na ocasião, um avião da Yeti Airlines caiu no leste do país, matando 18 pessoas.

Fonte: R7, www.r7.com