Rebeldes líbios se escondem à espera de tropas de Gaddafi

A guerra na Líbia é disputada em mais de uma frente.

Rebeldes líbios continuam desafiando o comando do líder Muammar Gaddafi na Líbia, e o conflito no país não dá sinais de que terminará tão cedo, mesmo com os bombardeios da Otan (aliança militar ocidental) contra o regime.

A BBC conversou com um grupo de rebeldes no deserto da Líbia. Antes do conflito, eles trabalhavam como seguranças, lojistas e engenheiros. Agora, se consideram mártires.

A guerra na Líbia é disputada em mais de uma frente. Ganhará quem obtiver o controle das principais cidades do país, como Misrata, Benghazi e Trípoli. Mas as linhas de combate se movem constantemente, e os rebeldes tentam bloquear o avanço de Gaddafi rumo ao leste do país.

Os homens do grupo entrevistado pela BBC dizem que não imaginavam que se tornariam combatentes. "Não gostamos de ser soldados, mas temos que lutar, porque Gaddafi nos forçou a isso", diz um dos rebeldes.

Fonte: BBC Brasil